Barra Gov
Portal do Governo Brasileiro
Ministério da Educação

Boas Práticas das ECIM


06/01/2021 - Durante o ano de 2020, por conta das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, muitas ações foram realizadas junto às Escolas do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). As ações foram realizadas pelos militares e pelo corpo docente das escolas, de modo a evitar a evasão escolar, mantendo o contato e o apoio aos estudantes e seus familiares.

Assim é que foram adotadas por muitas Ecim do Programa, alguns procedimentos, como o da “Busca Ativa Escolar”. Nesse sentido foi que, uma equipe, composta pela direção, coordenação pedagógica e bombeiros militares lotados na Escola Cívico-Militar, Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias (Prof. Tito), de Campo Grande-MS, realizou visitas técnicas nos domicílios dos estudantes do estabelecimento de ensino.

As visitas técnicas visavam manter o contato presencial com os discentes e seus responsáveis, verificando “in loco” a situação de cada estudante.

Durante a visita, foram realizadas entrevistas com o intuito de constatar se os estudantes dispunham de meios, e, se, de fato estavam concluindo as atividades escolares. Os estudantes também receberam kits de merenda.

A Escola Cívico-Militar, “Professor Tito”, oferece aos discentes uma sala de informática com 40 computadores, sendo que os estudantes que não dispõem de acesso à internet em casa podem frequentar o laboratório de informática da escola, com horário previamente agendado para evitar aglomerações.

Devido à pandemia, durante as visitas foram adotadas medidas sanitárias de segurança, recomendadas pelos órgãos competentes.

Um professor que representa a Associação de Pais e Mestres acompanhou os trabalhos realizados.

.

 



10/12/2020
- Uma comitiva de oficiais do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) visitou a Escola Cívico-Militar (Ecim) Duque de Caxias, sediada no bairro de João Paulo, em São Luís (MA), no dia 10 de dezembro de 2020.

A comitiva liderada pelo Coronel FAB R/1, Júlio Cezar Pontes, coordenador regional do Pecim, no Nordeste, contou com as presenças de oficiais de gestão escolar e educacional de outras Escolas Cívico-Militares, localizadas nos munícipios de Natal/RN, João Pessoa/PB, Jaboatão dos Guararapes/PE e Feira de Santana/BA.

A visita à única Ecim em São Luís, pioneira na implantação do Programa no estado do Maranhão, contou ainda com as presenças do secretário municipal de Educação, professor José Cursino Raposo, diretores da escola, assessores, professores, pais e estudantes.

Na ocasião, a diretora da Ecim, professora Maria Bárbara de Nazaré Bastos Costa, salientou a esperança de ver se realizar o sonho de toda a comunidade local: “dar a seus filhos uma educação de qualidade que lhes assegure um futuro melhor”.

Já o coronel FAB R/1, Júlio Cezar Pontes, ressaltou que o desenvolvimento do programa possibilitará uma melhoria no funcionamento da escola, por intermédio do trabalho dos militares nas gestões administrativa, didático-pedagógica e educacional. O oficial afirmou: “a Ecim Duque de Caxias será uma escola diferenciada, em que os estudantes terão prazer de estudar”.

Na mesma ocasião, o secretário municipal de Educação, professor José Cursino Raposo, em sua fala, destacou que teve boa formação em sua juventude, justamente porque as práticas e valores do referido programa eram cultuados no tradicional Colégio Marista de São Luís, onde ele teve o privilégio de estudar.

PECIM

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. A proposta é implantar 216 Escolas Cívico-Militares em todo o país, até 2023, sendo 54 por ano.

 

 

  

12/01/2021 - A Bandeira Nacional é o maior símbolo do Brasil. Ela representa a nação brasileira, o nosso povo, as nossas tradições e a nossa história. Como parte das comemorações alusivas ao Dia da Bandeira em 2020, as Ecim realizaram um concurso de redação, com a avaliação dos trabalhos finais conduzida pelos diretores e professores, conforme o edital do concurso.

No Dia da Bandeira, em eventos restritos e, em fiel observância aos protocolos de Segurança contra Covid-19, foram entregues os prêmios aos trabalhos vencedores, que em algumas escolas contou com a participação dos responsáveis.

Como exemplo, na Região Norte, as Ecim participaram do concurso intitulado: “O Dia da Bandeira Nacional”, sendo que a primeira colocação coube à estudante Emelly Victória Cosa da Silva, do 6º ano, da Escola Estadual Cívico-Militar Professora Tereza Siqueira Tupinambá de Manaus – AM, cuja docente da turma é a Professora Maria Thyana Faia Garcia. A segunda colocação coube à estudante Ericka Glenda Pereira Rodrigues, do 8º ano, da Escola Estadual Cívico-Militar Professor Reinaldo Thompson, também de Manaus – AM, cuja docente é a Professora Ana Paula da Silva Fernandes. A terceira colocação foi para a estudante Helayne Luene Silva Santos, da Escola Municipal Cívico-Militar Liceu Mestre Raimundo Cardoso de Belém – PA, cuja docente é a Professora Glauce Corrêa Antunes.

A redação da estudante Emelly Victória Cosa da Silva e o registro da premiação estão reproduzidas a seguir:

 O DIA DA BANDEIRA NACIONAL

A Bandeira do Brasil diz quem somos e de onde somos, representa o nosso país do Norte ao Sul. Ela demonstra cada guerra, cada vitória, cada derrota da nossa história e de cada pessoa que esteve liderando a nação. Uma mistura de etnias, culturas e corações, um símbolo que traz orgulho ao seu povo.

As cores que dão orgulho de vestir, cada uma com o seu significado, juntas representam nosso território, nossas crenças e culturas diferentes, a família típica brasileira, o lugar onde não pode faltar arroz e feijão à mesa.

É um símbolo que representa que não importa o que aconteça, será um por todos e todos por um, isso é o que representa a Bandeira da nossa nação, a nação brasileira.

 

 

15/01/2021 - Escola cívico-militar apóia vítimas das chuvas em Corumbá - MS

A Prefeitura de Corumbá designou a Escola Cívico-Militar José de Souza Damy como posto de acolhimento emergencial para atendimento aos desabrigados, em razão das fortes chuvas que atingiram a região Noroeste do Estado, nos dias 12 e 13 de janeiro. Em aproximadamente três horas, choveu o equivalente ao previsto para todo mês de janeiro.

A atuação dos militares da Ecim, em apoio às ações de acolhimento, ocorreu em conformidade com as orientações da Defesa Civil e demais secretarias do município, de modo a organizar a chegada dos primeiros desabrigados, no registro e cadastramento das famílias, nas ações de recebimento de itens doados pela comunidade, no armazenamento e distribuição às famílias desabrigadas, respeitando os protocolos de segurança referentes ao período de pandemia. O apoio prestado proporcionou atendimento médico, distribuição de roupas/agasalhos e refeições a mais de 250 famílias.

A seguir, imagens dos monitores da Escola Cívico-Militar José de Souza Damy no apoio às vítimas.

 

 

 

 

 

 

 

Contatos

Tire suas dúvidas
Por telefone: 0800 616161 Ligação gratuita ao usuário. Atendimento em dias úteis entre 8h e 20h.
Pela internet: autoatendimento do MEC no link.
.