Barra Gov
Portal do Governo Brasileiro
Ministério da Educação

Boas Práticas das ECIM

02-09-2021 / início das aulas presenciais, entrega dos fardamentos e abertura da semana da pátria da Escola Cívico Militar Capitão Tomaz Panta. -
Santa Rita - Paraiba

aulas volta 1aulas volta 2aulas volta 3aulas volta 6volta aulas 1

volta aulas 2volta aulas 5aulas volta 5volta aulas 6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10-05-2021 / Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares desenvolve o Projeto Valores

A Escola Cívico-Militar Municipal Quinze de Novembro (ECIMQN) promoveu, na última quarta-feira (05), uma cerimônia honrosa de posse dos primeiros chefes e subchefes de turmas da unidade escolar. O evento aconteceu de forma virtual e contou com a participação de Gilson Passos de Oliveira e Freibergue Rubem Nascimento, diretor e coordenador do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), respectivamente.

O Pecim orienta a escolha periódica de estudantes de turmas para assumirem as funções de chefes e subchefes de turma, e atuarem de forma ímpar na manutenção disciplinar de suas classes. A ECIMQN, instituída no último ano, designou, portanto, os primeiros estudantes que assumirão as funções de chefes e subchefes de suas turmas.

O coordenador do Pecim, Freibergue Nascimento, destacou a importância do evento e da seleção de estudantes para os cargos. “Em nome do nosso ministro da Educação, Milton Ribeiro, do diretor Gilson Passos de Oliveira e de toda a Diretoria das Escolas Cívico-Militares, eu gostaria de agradecer o convite e, ao mesmo tempo, destacar esse lindo e maravilhoso ato de civismo para que possamos ser exemplo para as demais escolas”, afirmou Freibergue.

Gilson Passos, diretor do Pecim, alertou sobre a responsabilidade que os estudantes designados como novos chefes e subchefes da escola terão. “Existem inúmeras atribuições previstas para o chefe e para o subchefe de turma no nosso Programa, mas essa responsabilidade também está atrelada a um grande privilégio que vocês terão de exercer liderança, de contribuir para o bom andamento dos trabalhos da classe de vocês e de contribuir para que os cumprimentos dos horários e para que as atividades possam ser executadas da melhor forma possível”, reforçou o diretor.

Sobre o Pecim

O Pecim é uma ação do Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Ministério da Defesa, que tem por objetivo principal contribuir para a melhoria da educação básica do Brasil, a partir da implementação do modelo MEC de Escolas Cívico-Militares (Ecim). O Ecim, um modelo centrado na melhoria de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa, se baseia no padrão de alto nível dos Colégios Militares do Exército, das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares. A ideia é que sejam implantadas 216 Ecim até 2023. Em 2020 foram implantadas 53 e, em 2021, serão implantadas mais 74 unidades.




06-05-2021 / Estudantes viram chefes de turmas em escola feirense


Dez estudantes da Escola Cívico-Militar Municipal Quinze de Novembro, de Feira de Santana, assumiram o cargo de chefes de turma da unidade de ensino. A cerimônia de posse, com a presença da secretária de Educação, professora Anaci Paim, e de autoridades militares aconteceu na tarde desta quarta-feira (5) na própria escola.

O evento foi transmitido para os demais estudantes e para o corpo docente da escola pelo canal da unidade de ensino no YouTube. Durante o juramento, os alunos prometeram honrar com as atribuições conferidas a eles, entre as quais, cumprir e fazer cumprir o regimento escolar, contribuir com ações que levem ao crescimento da turma e respeitar o próximo e todos que fazem parte da comunidade escolar.

Durante a cerimônia, a secretária Anaci Paim parabenizou os estudantes e professores pela realização do evento. Ela destacou que o prefeito Colbert Martins está empenhado em apoiar todas as ações da escola cívico-militar de Feira de Santana que por sinal é a única da Bahia a integrar o programa do governo federal, lançado no ano de 2019.

A professora Anaci Paim lembrou que “o novo fazer pedagógico neste período é desafiador e exige de todos, inclusive dos alunos, criatividade, dedicação e uma articulação importante entre todos os membros das equipes escolares e especialmente com a família”, defendeu. A secretária disse que o apoio da família na rotina escolar é imprescindível para que o estudante possa se adaptar à nova metodologia não presencial.

Do Ministério da Educação, em Brasília, o diretor do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, Gilson Passos, participou do evento e falou para os alunos, familiares e professores. Ele destacou a responsabilidade que os alunos assumem quando se tornam chefes de turmas, mas sobretudo “o privilégio que eles têm, uma vez que passam a exercer a liderança e vão contribuir para o bom andamento dos trabalhos das turmas, em aspectos como horários e atividades”.

Prestigiado com a nova função, o estudante Vinícius Pires dos Reis, do 8º ano, contou que se sente mais responsável pela escolha do seu nome para o posto.

O evento contou com a participação, via internet, do coronel Júlio Cezar Pontes, coordenador para o Nordeste do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, e do coronel Freibergue Rubem do Nascimento, coordenador geral de implementação do programa.

Ao lado do diretor da Escola Quinze de Novembro, professor Marcelo Martins, os militares de Feira de Santana que atuam na unidade de ensino também prestigiaram a solenidade, atuando diretamente na orientação e condecoração dos alunos.

 

17/03/2021 - A importância da elaboração do marco atual como referencial de boas práticas na melhoria do processo de ensino e aprendizagem nas ECIM

chico xavierA Escola Cívico-Militar (Ecim) Caixa Escolar Chico Xavier, de João Pessoa, na Paraíba, que funciona em horário integral, com turmas do Ensino Fundamental II (6º ao 9 ano), elaborou o Marco Atual da Escola, que foi utilizado como referência para as demais Ecim participantes do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) 2020.

O Marco Atual constitui-se como um documento para a identificação das características das Ecim em suas diferentes dimensões, abrangidas em 7 (sete) áreas: O Ambiente Educativo; A Prática Pedagógica e A Avaliação; As Habilidades Básicas em Língua Portuguesa e Matemática; A Gestão Escolar Democrática; A Formação e as Condições de Trabalho dos Profissionais; O Acesso, a Permanência e O Aprendizado dos Alunos na Escola e o Ambiente Físico Escolar. O documento busca avaliar todo o contexto no qual a Ecim está inserida, em seus aspectos social, econômico, histórico-cultural e pedagógico.

A partir dessa avaliação, a Direção Escolar e seus Gestores têm as condições ideais para definir ações de planejamento, o Projeto Político-Pedagógico da Ecim e ainda as metas e os planos de ação para alcançá-las. Em seguida, essas informações irão constituir o Marco Estratégico, que é fundamental para a melhoria progressiva da qualidade da educação ofertada nas Ecim e para que se alcance o Marco Desejado nas áreas administrativa, didático-pedagógica e educacional das escolas.

Nesse contexto, em 2020, as Ecim que aderiram ao Pecim elaboraram os seus documentos de Marco Atual, e isso permitiu que a Diretoria de Políticas para Escolas Cívico-Militares da Secretaria de Educação Básica do MEC pudesse contar com esses dados concretos e consistentes para a adoção de diferentes medidas efetivas de acompanhamento e para a proposição de melhorias às escolas.

A Ecim Caixa Escolar Chico Xavier descreveu e detalhou no seu Marco Atual, de forma abrangente, em 70 (setenta) páginas, a situação da escola e as suas características nas diferentes dimensões exigidas, aplicando uma metodologia e um arranjo próprio e peculiar e atingindo o objetivo proposto. Desse modo, ele também pôde ser utilizado como referencial para o aperfeiçoamento da elaboração do Marco Atual das demais Ecim.



17/03/2021 - Reportagens e depoimentos prestados ao programa Voz do Brasil

logoEm matéria produzida pela repórter Viviane Oliveira, foram ouvidos integrantes da comunidade escolar de uma das Escolas Cívico-Militares – Ecim (Diretora, pai de um aluno e Oficial de Gestão Escolar), e divulgada a inscrição de militares para o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares – Pecim.

Os militares contratados para atuarem no apoio e no assessoramento à Direção das escolas participantes do Pecim precisam possuir atributos técnicos que lhes possibilitem atuar como indutores de boas práticas nas tarefas relacionadas às gestões administrativa, didático-pedagógica e educacional, o que pode contribuir, também, no modo como os membros da comunidade escolar interagem entre si e fazer com que se tornem mais interessados e participativos.

Desse modo, a matéria produzida e editada pela repórter Viviane Oliveira que foi ao ar no programa “Voz do Brasil” no dia 3 de março merece ser ouvida para que todos tenham ideia desses atributos e da importância das atividades que vêm sendo desempenhadas pelos militares nas Ecim, contribuindo para a melhoria da educação nacional.

Veja entrevista na íntegra

2

Reportagem de Viviane Oliveira/Voz do Brasil 



15/03/2021 - Prevenção ao uso de drogas e primeiros socorros para militares das ECIM

A Escola Cívico-Militar (Ecim) CED 416, de Santa Maria, no Distrito Federal, realizou a Capacitação Continuada, com instruções aos gestores e aos monitores da escola. A Capacitação Continuada está prevista para as Ecim participantes do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), abordando temas variados, como prevenção ao uso de drogas e noções básicas de primeiros socorros.

No que se refere à prevenção ao uso de drogas, é importante que o aluno da Ecim seja bem orientado quanto aos males da prática para si, para sua família e para o ambiente escolar, e que se sinta desestimulado ao uso de qualquer substância ilícita. Já em relação às medidas de primeiros socorros, as Ecim deverão garantir a “capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil”, prevista na Lei Lucas (Lei nº 13.722), surgida após a asfixia de um aluno em um passeio escolar.

23/02/2021 - Benefícios e resultados da adoção de "Boas Práticas" nas Ecim

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), instituído pelo Decreto Federal nº 10.004/2019, é um programa do Ministério da Educação (MEC), que conta com o apoio do Ministério da Defesa (MD), e tem como um dos seus postulados a melhoria dos índices escolares, entre eles do Ideb, em escolas situadas nas áreas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

A atuação dos militares nomeados como PTTC ocorre na assessoria e no apoio à direção das Ecim nas gestões administrativas, didático-pedagógica e educacional.

Assim sendo, não raro, as escolas que passam a integrar o Programa possuem necessidades de manutenção, recuperação e reparos, em sua infraestrutura física, e que trazem reflexos no desenvolvimento das atividades escolares, como acomodação adequada em sala de aula, para discentes e docentes, instalações como biblioteca, sala de informática, sala de reuniões, sala de professores, laboratório, e outras, que precisam estar em boas condições de uso, para o desenvolvimento ideal do processo de ensino-aprendizagem.

No modelo Recurso à Escola do Ente Federado, que adere ao Programa, mediante apresentação do Marco Atual e do seu Plano de Ações do Marco Estratégico, recebe recursos via PAR e PDDE do FNDE, para aplicação na melhoria das instalações nas escolas e o ente federado fornece o pessoal para assessoria e apoio à Ecim.

Já no modelo Pessoal à Escola do Ente Federado, que adere ao Programa, recebe militares do MD, contratados como PTTC, para exercerem suas tarefas na assessoria e no apoio à direção da Ecim, e o ente federado, em contrapartida, fica com o encargo da manutenção, recuperação e reparo das instalações.

Ao contar com essa assessoria e o apoio, a direção da Ecim pode levantar e detalhar os principais problemas, que são apontados por esses assessores, e direcionar os esforços para a concretização das melhorias necessárias. Dessa forma,  a Ecim CED 416 de Santa Maria identificou e realizou muitas melhorias, resultado das ações desses assessores, tais como recuperação da Caixa d’água – Castelo d’água, instalação da internet, instalação/construção do mastro para bandeira na área das quadras, reforma completa do telhado da escola, pintura das dependências, fornecimento e aproveitamento de mobiliário doado para a escola, e outras, que contaram com o apoio dos gestores e  monitores, no levantamento dessas necessidades, e nas ações, junto à direção da Ecim. Esse trabalho tem tido o reconhecimento da direção da escola e da comunidade escolar.

Em agradecimento ao resultado de todo esse esforço e das melhorias, já concretizadas na Escola, a direção da Ecim, no final do ano letivo de 2020, reuniu todos os militares e formalizou os agradecimentos da escola e da comunidade escolar pelas melhorias alcançadas.



23/02/2021 –  Programa do livro didático nas ECIM

O livro didático é uma importante ferramenta no processo ensino-aprendizagem. Mesmo tendo o objetivo de complementar os livros que são indicados nas escolas, em muitas situações, se torna o único meio com o qual o docente pode contar no processo ensino-aprendizagem, para auxiliar os seus educandos. Em especial, escolas situadas nas áreas que encontram-se em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O Dia Nacional do Livro Didático é comemorado em 27 de fevereiro. A partir de 1985, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) tem a incumbência de fornecer os livros didáticos para todos os educandos das redes públicas de ensino do país.

O Programa Nacional do Livro Didático, que beneficia milhões de estudantes, foi reformulado pelo Decreto nº 9099, de 18 de julho de 2017 que unificou as aquisições e distribuições dos exemplares do PNLD, com os do Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE). Agora, ele passou a ser denominado Programa Nacional do Livro e do Material Didático,  incluindo, entre outros, materiais de apoio à prática educativa, como obras pedagógicas, softwares e jogos educacionais, materiais de reforço, materiais de formação e de auxílio à gestão escola.

As Escolas Cívico-Militares (Ecim), do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, contam agora com a equipe constituída pelos gestores e monitores, que auxiliam a direção das Ecim, no trabalho de organização dos livros didáticos. A equipe atua  no recebimento dos livros novos distribuídos pelo PNLD (quando for o caso),  e de livros didáticos usados, que tenham sido devolvidos pelos estudantes. Os gestores e monitores trabalham na organização de novos “kits de livros didáticos”, para serem distribuídos e entregues aos educandos de novas turmas, para serem utilizados (ou reutilizados), nas atividades e no processo ensino-aprendizagem.




26/01/2021 - Apresentação da Banda de música - Colégio Estadual Cívico-Militar Beatriz Faria Ansay

O Colégio Estadual Cívico-Militar Beatriz Faria Ansay, localizado em Curitiba, Paraná, realizou uma apresentação da banda de música, formada por estudantes e regida pelo suboficial Almir Cordeiro, músico e monitor da escola, por ocasião da visita de acompanhamento da implantação do Programa.

A aprendizagem musical, além de se constituir em um dos complementos na formação do jovem, contribui tanto para as manifestações artísticas culturais, como para as atividades cívicas em datas especiais.

Na oportunidade, respeitados os protocolos sanitários contra a Covid-19, estiveram presentes além da comitiva do MEC, os familiares dos estudantes, a direção da escola, representantes da Secretaria Estadual de Educação e da comunidade escolar.

 

15/01/2021 - Escola cívico-militar apóia vítimas das chuvas em Corumbá - MS

A Prefeitura de Corumbá designou a Escola Cívico-Militar José de Souza Damy como posto de acolhimento emergencial para atendimento aos desabrigados, em razão das fortes chuvas que atingiram a região Noroeste do Estado, nos dias 12 e 13 de janeiro. Em aproximadamente três horas, choveu o equivalente ao previsto para todo mês de janeiro.

A atuação dos militares da Ecim, em apoio às ações de acolhimento, ocorreu em conformidade com as orientações da Defesa Civil e demais secretarias do município, de modo a organizar a chegada dos primeiros desabrigados, no registro e cadastramento das famílias, nas ações de recebimento de itens doados pela comunidade, no armazenamento e distribuição às famílias desabrigadas, respeitando os protocolos de segurança referentes ao período de pandemia. O apoio prestado proporcionou atendimento médico, distribuição de roupas/agasalhos e refeições a mais de 250 famílias.

 

12/01/2021 - A Bandeira Nacional é o maior símbolo do Brasil. Ela representa a nação brasileira, o nosso povo, as nossas tradições e a nossa história. Como parte das comemorações alusivas ao Dia da Bandeira em 2020, as Ecim realizaram um concurso de redação, com a avaliação dos trabalhos finais conduzida pelos diretores e professores, conforme o edital do concurso.

No Dia da Bandeira, em eventos restritos e, em fiel observância aos protocolos de Segurança contra Covid-19, foram entregues os prêmios aos trabalhos vencedores, que em algumas escolas contou com a participação dos responsáveis.

Como exemplo, na Região Norte, as Ecim participaram do concurso intitulado: “O Dia da Bandeira Nacional”, sendo que a primeira colocação coube à estudante Emelly Victória Cosa da Silva, do 6º ano, da Escola Estadual Cívico-Militar Professora Tereza Siqueira Tupinambá de Manaus – AM, cuja docente da turma é a Professora Maria Thyana Faia Garcia. A segunda colocação coube à estudante Ericka Glenda Pereira Rodrigues, do 8º ano, da Escola Estadual Cívico-Militar Professor Reinaldo Thompson, também de Manaus – AM, cuja docente é a Professora Ana Paula da Silva Fernandes. A terceira colocação foi para a estudante Helayne Luene Silva Santos, da Escola Municipal Cívico-Militar Liceu Mestre Raimundo Cardoso de Belém – PA, cuja docente é a Professora Glauce Corrêa Antunes.

A redação da estudante Emelly Victória Cosa da Silva e o registro da premiação estão reproduzidas a seguir:

O DIA DA BANDEIRA NACIONAL

A Bandeira do Brasil diz quem somos e de onde somos, representa o nosso país do Norte ao Sul. Ela demonstra cada guerra, cada vitória, cada derrota da nossa história e de cada pessoa que esteve liderando a nação. Uma mistura de etnias, culturas e corações, um símbolo que traz orgulho ao seu povo.

As cores que dão orgulho de vestir, cada uma com o seu significado, juntas representam nosso território, nossas crenças e culturas diferentes, a família típica brasileira, o lugar onde não pode faltar arroz e feijão à mesa.

É um símbolo que representa que não importa o que aconteça, será um por todos e todos por um, isso é o que representa a Bandeira da nossa nação, a nação brasileira.





06/01/2021 - Durante o ano de 2020, por conta das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, muitas ações foram realizadas junto às Escolas do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). As ações foram realizadas pelos militares e pelo corpo docente das escolas, de modo a evitar a evasão escolar, mantendo o contato e o apoio aos estudantes e seus familiares.

Assim é que foram adotadas por muitas Ecim do Programa, alguns procedimentos, como o da “Busca Ativa Escolar”. Nesse sentido foi que, uma equipe, composta pela direção, coordenação pedagógica e bombeiros militares lotados na Escola Cívico-Militar, Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias (Prof. Tito), de Campo Grande-MS, realizou visitas técnicas nos domicílios dos estudantes do estabelecimento de ensino.

As visitas técnicas visavam manter o contato presencial com os discentes e seus responsáveis, verificando “in loco” a situação de cada estudante.

Durante a visita, foram realizadas entrevistas com o intuito de constatar se os estudantes dispunham de meios, e, se, de fato estavam concluindo as atividades escolares. Os estudantes também receberam kits de merenda.

A Escola Cívico-Militar, “Professor Tito”, oferece aos discentes uma sala de informática com 40 computadores, sendo que os estudantes que não dispõem de acesso à internet em casa podem frequentar o laboratório de informática da escola, com horário previamente agendado para evitar aglomerações.

Devido à pandemia, durante as visitas foram adotadas medidas sanitárias de segurança, recomendadas pelos órgãos competentes.

Um professor que representa a Associação de Pais e Mestres acompanhou os trabalhos realizados.

 



10/12/2020
- Uma comitiva de oficiais do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) visitou a Escola Cívico-Militar (Ecim) Duque de Caxias, sediada no bairro de João Paulo, em São Luís (MA), no dia 10 de dezembro de 2020.

A comitiva liderada pelo Coronel FAB R/1, Júlio Cezar Pontes, coordenador regional do Pecim, no Nordeste, contou com as presenças de oficiais de gestão escolar e educacional de outras Escolas Cívico-Militares, localizadas nos munícipios de Natal/RN, João Pessoa/PB, Jaboatão dos Guararapes/PE e Feira de Santana/BA.

A visita à única Ecim em São Luís, pioneira na implantação do Programa no estado do Maranhão, contou ainda com as presenças do secretário municipal de Educação, professor José Cursino Raposo, diretores da escola, assessores, professores, pais e estudantes.

Na ocasião, a diretora da Ecim, professora Maria Bárbara de Nazaré Bastos Costa, salientou a esperança de ver se realizar o sonho de toda a comunidade local: “dar a seus filhos uma educação de qualidade que lhes assegure um futuro melhor”.

Já o coronel FAB R/1, Júlio Cezar Pontes, ressaltou que o desenvolvimento do programa possibilitará uma melhoria no funcionamento da escola, por intermédio do trabalho dos militares nas gestões administrativa, didático-pedagógica e educacional. O oficial afirmou: “a Ecim Duque de Caxias será uma escola diferenciada, em que os estudantes terão prazer de estudar”.

Na mesma ocasião, o secretário municipal de Educação, professor José Cursino Raposo, em sua fala, destacou que teve boa formação em sua juventude, justamente porque as práticas e valores do referido programa eram cultuados no tradicional Colégio Marista de São Luís, onde ele teve o privilégio de estudar.

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contatos

Tire suas dúvidas
Por telefone: 0800 616161 Ligação gratuita ao usuário. Atendimento em dias úteis entre 8h e 20h.
Pela internet: autoatendimento do MEC no link.
.